Buscar

SAQUE DO FGTS PODE SER ARMADILHA


– Muitas tem sido as perguntas sobre a medida provisória do governo Bolsonaro, que trata da liberação de até R500,00 de cada conta do FGTS no mês de aniversário de cada trabalhador, a partir de abril de 2020.

Vamos por parte:

1) Liberar o FGTS como foi feito pelo governo Temer, já era questão de justiça, pois eram valores do trabalhador, no qual, há 30 anos não podiam mexer, no caso das contas inativas.

Agora, o governo Bolsonaro, vendo que todas as promessas de reativar a economia e com a enorme falta de emprego, se viu obrigado a tentar contentar o povo. Embora que as regras mais claras serão divulgadas dia 05 de agosto, próxima segunda-feira, há algumas muito sérias, que precisam ser ditas. A reforma da previdência tira o 14º salário de todos os trabalhadores que possuem salários superiores a R$1.364,00 por mês, hoje a regra são 2 salários mínimos, R$1.996,00. Isso fará com que 70 a 80% dos gaúchos não tenham direito, ou seja, tiraram com uma mão e querem dar algo em troca.

Ao aderir o saque anual, deve ficar bem claro que em caso de demissão, o empregado apenas poderá sacar os 40%. Está ai uma armadilha. Talvez na hora mais difícil da perda do empego, você não terá direito a sacar o FGTS, devido a regra criada, fazendo que passe por dificuldades na pior hora.

A sugestão do sindicato é esperar por regras mais claras e favoráveis. Para aqueles que não quiserem aderir, não precisam fazer nada.


Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta  07:30 - 12:00

                          13:30 - 18:00

Rua Carlos Arnt nº618 - Canabarro, Teutônia - RS



siticalte@siticalte.org.br

 

Telefone: 051 3762-7020